20 de fevereiro de 2020

Como ter um salão de beleza eco-friendly

A maior tendência dos últimos anos também chegou ao mercado da beleza. Veja como ter um salão de beleza eco-friendly em poucos passos e invista certo.

Para falar deste assunto que está em alta neste ano, preciso apresentar a você – que ainda não conhece – o conceito eco-friendly. Se naturalmente você busca para si ou para seu negócio uma vida mais sustentável, está no caminho certo. Por isso, acompanhe o passo a passo e veja como ser um salão de beleza eco-friendly em poucos passos.

Por onde começar?

Reposicionando suas atitudes e valores para um modelo de vivência criterioso em relação a hábitos de consumo nas áreas econômicas e socioambientais do planeta. Resumindo, você, dono de salão de beleza, precisa entender que o consumo consciente pode trazer benefícios para seu negócio.

Entre eles estão o alivio nos gastos mensais e, principalmente, a atração de clientes – normalmente de alta renda – que apoiam empresas que já utilizam de medidas conscientes de consumo para o bem da sociedade e do mundo.

Se antigamente o cabeleireiro famoso era critério de escolha, hoje e possivelmente amanhã, isso não será mais uma vitrine.

Vamos lá?

1 – Identificar um ecossistema eco-friendly no seu salão

Avalie: em seu dia a dia de trabalho, quais tipos de produtos você usa em suas clientes? E o serviço, muito barulho em cada estação de atendimento? Imagine então a decoração, quais materiais são usados nas cadeiras e sofás?

Nesse primeiro ponto, você pode mapear todos os itens do seu espaço que estão fora do padrão eco-friendly para uma futura transformação. Próximo ponto!

 

 

 

2 – Produtos com ingredientes eco-friendly são os queridinhos das clientes.

Afinal, quem quer realizar um tratamento capilar que agride os próprios fios, a saúde e o meio ambiente? Ainda mais hoje, que as clientes estão cada vez mais munidas de informações devido à alta gama de produtos cosméticos que existem.

Por isso, aposte em marcas éticas que oferecem produtos de qualidade e sem substâncias químicas agressivas à saúde. As informações de ingredientes devem aparecer no rótulo, dê preferência por extrator naturais, orgânicos, free-from, veganos e cruelty-free. Embalagens escuras? Abandone, quanto mais aspecto de “branco” e limpo for seu estoque de produtos, melhor e mais consciente.

A questão ambiental tornou-se vertente de decisão em um salão de beleza eco-friendly, porque os consumidores estão, a cada dia, se educando e sendo bombardeados com publicidade relacionada em diversos segmentos, até na moda.

O lado bom de escolher os produtos certos para o seu salão, é que hoje a grande maioria das marcas acessíveis já oferecem. Invista na que mais combina com você e com seus profissionais!

Papéis sustentáveis para mechas? Easy Wick.

 

3 – Beleza agora tem nome e sobrenome: interior e exterior

Sabe por que muitos cabeleireiros estão se especializando? Porque sabem que apenas cuidar das madeixas, cachos, loiros, ruivos, morenos, e por aí vai, não vai trazer a cliente de volta ao salão.

O que estes profissionais estão cada vez mais apresentando em seus currículos é a expertise na saúde capilar, desde os fios ao couro cabeludo. E se você acha que o produto novo que comprou vai resolver? Está enganado! Suas clientes querem ouvir de você o diagnostico correto. É no olhar que elas querem te ouvir, e é assim que você se mostra um profissional consciente.

O Hair Spa, de Celso Kamura, que está localizado no terceiro andar de seu espaço no Jardins – SP, oferece terapia capilar com conceito de ritual, passando por chá, música e aroma escolhidos de acordo com a cliente.

4 – Sua nova identidade precisa ser construída por bens materiais e humanos

Aposte nas fachadas com muito verde, materiais reaproveitados e plantas naturais. No interior, luz solar, cores claras, móveis aconchegantes e um conceito happy e eco (atmosfera sustentável e sem estresse). Que tal coletar água da chuva para regar as plantas? Ideias assim você encontra facilmente hoje na internet.

E seus profissionais, hein? Eles também precisam vestir a camisa. Principalmente ao atender uma cliente. Se o ambiente quer trazer tranquilidade, seu profissional não pode, de forma alguma, querer falar alto, discutir vida pessoal ou desprender a atenção na cliente.

5 – O conceito eco-friendly precisa se tornar o posicionamento do seu negócio

Você, sua empresa e todos a sua volta precisam entender e que é o eco-friendly. Ele deixou de ser tendência para tornar um posicionamento a todo seu ecossistema. De nada vai adiantar você investir em sustentabilidade se a sustentabilidade não está em você.

Por exemplo, você tem um salão de beleza eco-friendly, divulga-o como sustentável, mas ainda emite nota de papel, regredindo ao consumo consciente.

São aspectos assim, pequenos, mas um pouco complexos, que precisam ser adequados para a transformação do seu negócio.

Invista tempo em conhecer mais sobre o conceito e transforme o seu modelo de negócio. De uma coisa é certa: o mundo está cada mais eco-friendly. E você?

Gostou da matéria? Deixe seus comentários, acompanhe o onde tem beleza? no Instagram e no Facebook  e até a próxima.

 

 

 

0 0 vote
Article Rating

Amanda Lima

Falarei com você sobre todo e qualquer assunto de beleza. A gente se vê por aqui.

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments