26 de junho de 2020

Desafios da Liderança em Tempos de Pandemia

O papel do líder é fundamental para o sucesso da organização e no momento que estamos vivendo, o bom gestor se torna fundamental para o futuro empresarial.

Um dos temas mais demandados no atual momento, têm sido o de liderança. É comum ouvir lamentos de diretores, gerentes e supervisores do tipo: “minha equipe não veste a camisa do jeito que quero”, “minha equipe está desmotivada”, “parece que só eu me importo”, etc. Hoje iremos falar sobre Desafios da Liderança em Tempos de Pandemia.

Em tempos de pandemia e home office, onde muitos e muitas líderes se aproximaram ainda mais da equipe, com reuniões diárias (skype, zoom, etc.) e descobriram um desalinhamento em algumas pessoas de suas equipes que até lhe surpreenderam.

Infelizmente, em casos assim é fácil verificar que os líderes se dedicam para resolver o sintoma e esquecem de analisar a causa, pelos comentários que normalmente fazem:

  • Falta de engajamento da equipe;
  • Baixa taxa de atingimento de metas;
  • Desmotivação;
  • Desalinhamento em relação a valores, atitudes e comportamentos;
  • Falta de confiança;
  • Falhas de comunicação;
  • Rotatividade alta;
  • Dificuldade de localizar bons candidatos para vagas ou demora para preenchê-las;
  • Problemas de relacionamento na equipe, etc.

Na verdade, esses problemas são sintomas de uma disfunção maior, ou seja, são causados pela ausência de outra coisa. Esta ‘outra coisa’, a verdadeira causa, deveria ser o foco do líder. Não os sintomas!

Se pararmos para analisar, existem apenas 8 grandes áreas onde um líder deve atuar em relação à sua equipe:

  • Definição de estratégias e planos de ação: Para onde estamos indo e como vamos chegar lá?
  • Definição da cultura e ambiente de trabalho: Valores e atitudes que se espera da equipe, como estimular e desenvolvê-los e como lidar com desalinhamentos?
  • Recrutamento e seleção: Quem merece fazer parte da equipe? Onde e como encontro estas pessoas? Como identifica-las e atrai-las?
  • Treinamento e desenvolvimento: Quais são as habilidades necessárias para obter o sucesso? Como vamos desenvolve-las?
  • Metas e objetivos: Quais são os resultados que procuramos? Como definimos sucesso? Cada pessoa sabe o que se espera dela exatamente? Cada pessoa sabe o que tem que fazer para chegar lá?
  • Motivação e incentivos: Porque as pessoas trabalham aqui? O que as motiva? Como podemos alinhar os objetivos e missão da empresa com os objetivos pessoais da equipe? Como inspira-los a usar 100% do seu cérebro e energia aqui na empresa? O que fazemos com quem atinge as metas? O que fazemos com quem não atinge as metas?
  • Comunicação: como, quando, onde e o que estou fazendo como líder para que minha equipe esteja mais engajada, alinhada, motivada e mais eficiente no cumprimento das suas tarefas e atingimento de metas? (Isto inclusive inclui feedback individual e em grupo!).
  • Aprimoramento pessoal: Quais atitudes e habilidades o próprio líder tem que desenvolver em si mesmo para ser cada vez mais eficaz e eficiente no seu papel de líder?

Por exemplo, nas mentorias onde os líderes realizam exercícios específicos de liderança e depois precisam elaborar uma autoavaliação ao analisar o que acabei de descrever, eles/elas dizem de si mesmo que estavam cometendo algum destes erros:

  • Falta de visão estratégica (para onde estamos indo?)
  • Falta de um plano de ação (como vamos chegar lá?)
  • Falta de feedback individual
  • Falhas de comunicação
  • Falhas de recrutamento/seleção
  • Falhas no treinamento/desenvolvimento da equipe
  • Falhas no seu próprio desenvolvimento como líder
  • Má gestão do tempo
  • Não criar uma cultura de alta performance
  • Não lidar bem com feedback/novas ideias/sugestões

Invariavelmente, líderes com problemas na equipe não estão fazendo corretamente uma destas coisas. E quando melhoram isso, todo o resto também melhora.

Uma das coisas que líderes de alta performance prestam muita atenção é focar no que TEM CONTROLE. As coisas acima estão todas sob controle do líder. Se ele (a) pode melhorar se dedicar-se a isso. Ao melhorar como líder, a equipe melhora junto!

Líderes de alta performance não culpam os outros ao encontrarem uma dificuldade. Pelo contrário: buscam entender o que eles mesmos podem fazer para resolver o assunto (atacando as causas, não as consequências/sintomas). O interessante é que as 8 áreas estão completamente interligadas, uma só que deixe de ser feita cria um efeito dominó nas demais.

Então se você tem hoje dificuldades em entender porque sua equipe não é exatamente o que você gostaria que ela fosse, olhe para a lista e analise a sua situação: qual das 8 áreas não está correta e onde você pode melhorar?

Não conheço sua equipe nem sua empresa, mas com certeza aposto que você consegue melhorar todas as 8 e enfrentar os desafios da Liderança em Tempos de Pandemia. Caso queira falar comigo, siga minhas redes sociais no Instagram e no Facebook.

Não desistam.

Até a próxima!

Luciano Bozza

Gestão empresarial, marketing e contabilidade? A gente tem muito o que falar por aqui.

Deixe um comentário

avatar